???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/8483
Tipo do documento: Dissertação
Título: Caracterização e gênese de uma topossequência de solos do município de Sena Madureira - Acre
Autor: RIBEIRO NETO, Manuel Alves 
Primeiro orientador: RIBEIRO, Mateus Rosas
Primeiro membro da banca: CAVALCANTI, Antonio Cabral
Segundo membro da banca: SANTOS, Mauro Carneiro dos
Terceiro membro da banca: JACOMINE, Paulo Klinger Tito
Resumo: Com o objetivo de estudar as propriedades, gênese e distribuição dos solos de uma topossequência em Sena Madureira, Estado do Acre foram selecionados quatro perfis em altitudes variando de 195 a 266 metros, ao longo da BR 364. Os solos foram caracterizados morfologicamente e coletadas amostras deformadas e indeformadas para análises físicas, químicas, mineralógicas e micromorfológicas. Com base nos resultados obtidos os solos, no sentido descendente na topossequência, foram classificados como LATOSSOLO AMARELO Distrófico argissólico, ARGISSOLO VERMELHO-AMARELO Distrófico típico, ALISSOLO CRÔMICO Argilúvico típico e PLINTOSSOLO ARGILÚVICO Alumínico abrúptico. O Argissolo e o Alissolo estão representados por perfis morfologicamente muito semelhantes, sendo distinguidos apenas com base no caráter alumínico, sem nenhuma correlação com a presença ou ausência de atributos passíveis de serem identificados no campo, como recomendado pelo Sistema. Esta constatação vem dar suporte à sugestão de fusão das duas classes ao nível de ordem e posterior separação do caráter alumínico no terceiro nível. Os solos da sequência estão divididos em dois grupos: o primeiro, com solos bem drenados, argila de atividade baixa, com perdas de bases trocáveis, domínio de condições fortemente ácidas, álicos, com predominância de mineral de alta estabilidade como quartzo, caulinita e vermiculita com hidroxi-Al entrecamadas (VHE); o segundo constituído exclusivamente pelo Plintossolo, no nível inferior da sequência, tem deficiência acentuada de drenagem, o que influi na menor lixiviação das bases do perfil, com o Mg++ como cátion básico predominante, caráter alumínico, reação fortemente ácida, e mineralogia diferenciada, com presença de esmectita e ilita em maior quantidade, além dos componentes mineralógicos dos solos da parte alta. Na análise micromorfológica, o Latassolo apresenta características intermediárias entre Iatossolos e argissolos, que é denotada pela estrutura micropédica incipiente e os indícios de iluviação de argila. O Argissolo e o Alissolo são micromorfologicamente similares, apresentando significativa concentração de argila iluvial nos horizontes Bt, e maior presença de argilominerais mais expansivos na direção dos horizontes inferiores. No Plintossolo tem-se áreas de depleção de ferro devido aos processos alternantes de oxiredução a que está submetido. A biotita presente nas frações mais grossas, quando intemperizadas, resultam na formação “in situ" de argilas. O Latossolo no interflúvio tabular mais extenso, seguido pelo Argissolo e Alissolo em topos planos menores, situados em áreas de relevo regional ondulado, e o Plintossolo, no contato com a planície, expressam o controle geomorfológico na distribuição dos solos na área estudada.
Abstract: In order to study the properties, genesis and distribution of the soils of a toposequence in Sena Madureira, State of Acre, four profiles were selected at altitudes ranging from 195 to 266 meters, along BR 364. The soils were morphologically characterized and deformed samples were collected and undeformed for physical, chemical, mineralogical and micromorphological analyzes. Based on the results obtained, the soils, in the descending direction in the toposequence, were classified as DYLOSOLUS YELLOW Argisolic Dystrophic, ARGISOLO RED-YELLOW Typical Dystrophic, ALYSOL CHROMIC Argilúvico Typical and PLINTOSOLO ARGILÚVICO Alumínico alumínico. Argissolo and Alissolo are represented by very similar morphologically profiles, being distinguished only based on the aluminum character, without any correlation with the presence or absence of attributes that can be identified in the field, as recommended by the System. This finding supports the suggestion of merging the two classes at the level of order and subsequent separation of the aluminum character at the third level. The soils in the sequence are divided into two groups: the first, with well-drained soils, low-activity clay, with loss of exchangeable bases, dominance of strongly acidic, acidic conditions, with a predominance of highly stable minerals such as quartz, kaolinite and vermiculite with interlayered hydroxy-Al (HEV); the second, constituted exclusively by the Plinthossol, at the lower level of the sequence, has a marked drainage deficiency, which influences the lower leaching of the profile bases, with Mg ++ as the predominant basic cation, aluminum character, strongly acid reaction, and differentiated mineralogy, with presence of smectite and illite in greater quantity, in addition to the mineralogical components of the soils of the upper part. In the micromorphological analysis, the Latassolo presents intermediate characteristics between Iatosols and argisols, which is denoted by the incipient micropedic structure and the evidence of clay illuviation. The Argisol and Alisol are micromorphologically similar, presenting a significant concentration of iluvial clay in the Bt horizons, and a greater presence of more expansive clay minerals in the direction of the lower horizons. In the Plintossolo there are areas of iron depletion due to the alternating processes of oxireduction to which it is subjected. The biotite present in the thicker fractions, when weathered, results in the formation "in situ" of clays. The Oxisol in the most extensive tabular interfluvium, followed by the Argisol and Alisol in smaller flat tops, located in areas of wavy regional relief, and the Plinthossol , in contact with the plain, express geomorphological control in the distribution of soils in the studied area.
Palavras-chave: Solo
Micromorfologia
Pedologia
Área(s) do CNPq: AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal Rural de Pernambuco
Sigla da instituição: UFRPE
Departamento: Departamento de Agronomia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo
Citação: RIBEIRO NETO, Manuel Alves. Caracterização e gênese de uma topossequência de solos do município de Sena Madureira - Acre. 2001. 125 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/8483
Data de defesa: 19-Oct-2001
Appears in Collections:Mestrado em Ciência do Solo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Manuel Alves Ribeiro Neto.pdfDocumento principal17,24 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.