???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/6960
Tipo do documento: Dissertação
Título: Níveis de lisina digestível em dietas de fêmeas suínas criadas em ambiente semiárido
Autor: AZEVEDO, Jefferson Moraes
Primeiro orientador: DUTRA JUNIOR, Wilson Moreira
Primeiro coorientador: HOLANDA, Monica Calixto Ribeiro de
Primeiro membro da banca: HOLANDA, Marco Aurélio Carneiro de
Segundo membro da banca: OLIVEIRA, Cláudio José Parro de
Resumo: Objetivou-se avaliar a influência de diferentes níveis de lisina sobre o desempenho de leitoas da raça Duroc na fase inicial de 15 a 30 kg de peso corporal criadas em ambiente semiárido. A temperatura média do período experimental foi de 32,6 °C e a umidade relativa de 30,6%. Foram utilizados 30 fêmeas suínas com peso médio inicial de 15,5 ± 0,80 kg distribuídos em blocos ao acaso, com cinco tratamentos e seis repetições, totalizando 30 unidades experimentais com um animal por unidade experimental. Os tratamentos corresponderam a uma ração a base de milho e farelo de soja formulada para atender a exigência de 3230 kcal/EM por kg e 17% de proteína bruta, suplementada com L-lisina HCl, para atingir os níveis (0,850; 0,950; 1,050; 1,150; 1,250%) de lisina digestível, e mantendo a relação de proteína ideal para os demais aminoácidos essenciais. Não houve efeito significativo dos níveis de lisina sobre o consumo diário de ração e ganho de peso diário, no entanto, os níveis de lisina da dieta influenciaram significativamente o consumo diário de lisina, e a conversão alimentar de forma quadrática, que apresentou ponto de otimização da resposta ao nível de 10,64 g/kg ou 1,064%, equivalente a um adensamento 3,49g de lisina/Mcal de EM.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the influence of different lysine levels on performance of Duroc gilts in growing phase at 15 to 30 kg of body weight kept in a semi-arid environment. The mean of temperature in the experimental period was 32,6 °C and the humidity was 30.6 %. Thirty gilts with initial body weight of 15,5 ± 0,80 kg were randomly assigned to five treatments and six replicates, totaling 30 experimental pens and one animal per pen. Treatments have been formulated to reach 3230 kcal/EM per kg and 17% crude protein and supplemented with L-lysine HCL, resulting in diets with (0,850; 0,950; 1,050; 1,150; 1,250%) of digestible lysine and keeping the ideal protein ratio for the other essential amino acids. There was no effect of lysine levels on daily feed intake and daily weight gain, however, dietary lysine levels influenced daily lysine intake and the feed conversion, that show a point of response optimization at the level of 10,64g/kg or 1,064%, equivalent to concentration of 3,49g lysine/Mcal EM
Palavras-chave: Lisina
Nutrição animal
Suíno
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal Rural de Pernambuco
Sigla da instituição: UFRPE
Departamento: Departamento de Zootecnia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zootecnia
Citação: AZEVEDO, Jefferson Moraes. Níveis de lisina digestível em dietas de fêmeas suínas criadas em ambiente semiárido. 2016. 72 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/6960
Data de defesa: 22-Dec-2016
Appears in Collections:Mestrado em Zootecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jefferson Moraes Azevedo.pdfDocumento principal1,04 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.