???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/6586
Tipo do documento: Dissertação
Título: Indução de resistência em plantas de pimentão (Capsicum annum L.) utilizando acibenzolar-S-metil no controle da antracnose
Autor: ANDRADE, Ariele Carneiro de 
Primeiro orientador: MOREIRA, Keila Aparecida
Primeiro membro da banca: SILVA, Lidiane Roberta Cruz da
Segundo membro da banca: MARQUES, Marise Conceição
Resumo: A cultura do pimentão (Capsicum annum L.) é uma das mais importantes hortaliças cultivadas no Brasil. Entretanto essa cultura pode ser acometida por uma série de doenças que acarretam danos econômicos e a antracnose, ainda representa um sério entrave à produção, tanto em campo quanto em casa-de-vegetação. A antracnose nesta olerícola pode ser causada por várias espécies de fungos do gênero Colletotrichum, mas no Brasil, a maioria dos relatos identificam Colletotrichum gloeosporioides como o principal agente causal da doença. As infecções se caracterizam por lesões nas partes aéreas das plantas como nos frutos, caules e folhas. O método de controle das infecções mais utilizado consiste em aplicações de fungicidas, no entanto atualmente se busca por alternativas mais sustentáveis. Desse modo o uso de indutores de resistência vem se destacando podendo ser aplicado de forma preventiva, por atuar nos processos fisiológicos e bioquímicos das plantas. Diante do exposto, o objetivo deste estudo foi verificar a eficácia do indutor acibenzolar-S-metil para o controle da antracnose nas plantas de pimentão bem como a ativação de enzimas relacionadas à patogenicidade sendo elas peroxidase, polifeniloxidase, catalase, ascorbato peroxidase e β-glucanase. O estudo foi conduzido em casa de vegetação no município de Garanhuns-PE. Os tratamentos foram dispostos em parcela subdivida, na qual a parcela consistiu das épocas de coleta e a subparcela das diferentes doses do indutor, com quatros repetições. As plantas receberam os tratamentos da seguinte forma: 0,15g L-1, 0,30g L-1, 0,45g L-1, 0,60g L-1 do acibenzolar-S-metil (Syngenta®) e Controle (somente água destilada). Os resultados obtidos foram analisados pelo emprego do programa software SAEG 5.0 a 5% de probabilidade. A atividade peroxidase não foi significativa para análise de variância a 5% de probabilidade, no entanto a dose 0,45g L-1 promoveu maior atividade. Para a ascorbato peroxidase embora não significativo para análise de variância, a dose 0,15g L-1 apresentou maior atividade desta enzima sendo superior ao controle. O aumento na atividade catalase foi significativo quando as plantas foram tratadas com a maior dose do indutor 0,60g L-1. No oitavo dia após a inoculação houve maior atividade da enzima polifenoloxidase, destacando-se das demais épocas de coletas. A dose 0,60g L-1 promoveu maior atividade da β-1,3-glucanase. Quando as plantas foram submetidas à aplicação do acibenzolar-S-metil verificou-se uma redução da severidade à medida que as doses aumentavam, mostrando com isso que o tratamento prévio com indutor de resistência consiste em um método eficiente para o controle da doença antracnose.
Abstract: The bell pepper (Capsicum annum L.) crop is one of the most important vegetables grown in Brazil, and has been showing significant growth. However, this culture can be affected by a number of diseases that cause economic damage and anthracnose, still represent a serious obstacle to production, both in the field and at home-de-vegetation. Anthracnose in Capsicum annum can be caused by several species of fungi of the genus Colletotrichum, but in Brazil, the majority of reports identify Colletotrichum gloeosporioides as the main causative agent of the disease. Infections characterized in lesions aerial parts of the plants such fruits, stems and leaves. The control method of the infections is used in fungicidal applications, however currently search for more sustainable alternatives. Thus the use of resistance inducers has been outstanding and can be applied preventively, by acting on the physiological and biochemical processes of plants. Given the above, the objective of this study was to investigate the efficacy of acibenzolar-S-methyl inducer for the control of anthracnose in pepper plants as well as the activation of enzymes related to pathogenicity and they peroxidase, polifeniloxidase, catalase, ascorbate peroxidase and β-1,3-glucanase.. The study was conducted in a greenhouse in Garanhuns-PE municipality, and the treatments were arranged in subdivided portion, in which the portion consisted of collection times and the subplot of different inducer of doses, with four replications. The plants were treated with the treatments as follows: 0.15g L-1; 0.30g L-1; 0.45g L-1, 0.60g L-1 acibenzolar-S-methyl (Syngenta®) and control (distilled water only). The results were analyzed by the software program SAEG 5.0 to 5% probability. The peroxidase activity was not significant for analysis of variance at 5% probability, however the dose 0.45g L-1 promoted greater activity. For peroxidase although not significant ascorbate activity to analysis of variance, the dose 0.15g L-1 showed increased activity of this enzyme is superior to the control. The increase in catalase activity was significant when the plants were treated with the highest dose of 0.60g L-1 inducer. On the eighth day after inoculation was higher by polyphenol oxidase activity, standing out from the others collection times. The dose 0.60g L -1 promoted greater activity of β-1,3-glucanase enzyme. When the plants medium subjected to the application of acibenzolar-S-methyl there was a reduction in the severity as the doses increased, thereby showing that prior treatment with resistance inducer consists of an efficient method for control of anthracnose disease.
Palavras-chave: Pimentão
Capsicum annum
Indutor de resistência
Antracnose
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal Rural de Pernambuco
Sigla da instituição: UFRPE
Departamento: Unidade Acadêmica de Garanhuns
Programa: Programa de Pós-Graduação em Produção Agrícola
Citação: ANDRADE, Ariele Carneiro de. Indução de resistência em plantas de pimentão (Capsicum annum L.) utilizando acibenzolar-S-metil no controle da antracnose. 2015. 59 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Produção Agrícola) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Garanhuns.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/6586
Data de defesa: 15-Jul-2015
Appears in Collections:Mestrado em Produção Agrícola

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ariele Carneiro de Andrade.pdfDocumento principal1,04 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.