???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/6558
Tipo do documento: Dissertação
Título: Levantamento da incidência da mancha-aquosa do melão nos municípios de Mossoró e Baraúna (Rio Grande do Norte, Brasil) e determinação do tamanho da amostra para quantificação da doença
Autor: SILVA, Elias Inácio da 
Primeiro orientador: MARIANO, Rosa de Lima Ramos
Primeiro coorientador: MICHEREFF, Sami Jorge
Segundo coorientador: SALES JÚNIOR, Rui
Primeiro membro da banca: SILVEIRA, Elineide Barbosa de
Segundo membro da banca: ASSIS, Sayonara Maria Paulino de
Terceiro membro da banca: OLIVEIRA, Sônia Maria Alves de
Resumo: O meloeiro é uma das cucurbitáceas mais populares do mundo. A mancha-aquosa do melão, causada pela bactéria Acidovorax avenae subsp. citrulli, tem causado perdas de 40 a 50% na produção e depreciação no valor comercial do fruto no estado do Rio Grande do Norte. Os objetivos deste estudo foram realizar o levantamento da incidência da mancha-aquosa em 18 áreas de plantio de meloeiro dos municípios Mossoró e Baraúna, no Rio Grande do Norte e determinar o tamanho ideal das amostras para quantificação da incidência da doença no campo. Foi registrada a prevalência da doença em 100% dos campos. A incidência da mancha-aquosa variou entre 4,30% e 47,29%. Em 50% das áreas foram constatados níveis de incidência da doença inferiores a 20%, enquanto em 17% foram registrados valores superiores a 40%. Houve diferença significativa na incidência da doença em relação aos tipos de melão (P=0,01) e aos anosde plantio na mesma área (P=0,05). Pelo teste t o melão tipo Pele de sapo foi mais suscetível que o Amarelo e a incidência da doença foi maior em áreas com menos de 10 anos de plantio em relação àquelas com mais de 20 anos de plantio dessa cucurbitácea. Não foram constatadas diferenças significativas (P=0,05) pelo teste t, para médias de incidência da mancha-aquosa entre áreas com plantio de milho (18%) e milho com outras gramíneas (20%) na entressafra. Utilizando os dados de incidência da doença nas 18 áreas como amostragens-piloto, o tamanho das amostras para quantificação da doença foi determinado com base no coeficiente de variação da média. O teste de Pierson não constatou correlações significativas (P=0,05) entre os níveis de incidência da doença e o tamanho das amostras. Considerando os resultados obtidos e um erroaceitável de 10%, em futuros levantamentos da incidência da mancha-aquosa em plantios de meloeiro no Rio Grande do Norte, recomenda-se a utilização de uma amostra de 12 subparcelas com 100 m2/ha e 20 frutos avaliados por subparcela
Abstract: Melon is one of the most popular cucurbits in the world. The bacterial blotch of melon, caused by Acidovorax avenae subsp. citrulli has caused 40 to 50% losses in the production and made the fruits inappropriate for commercialization in the State of Rio Grande do Norte. This study aimed to survey the bacterial blotch incidence in 18 melon planting areas of the counties Mossoró and Baraúna in Rio Grande do Norte, and to determine the ideal sample size for disease assessment. Prevalence of 100% was reported in the studied fields. The incidence of the bacterial fruit blotch ranged from 4.30 to 47.29%. Incidence levels were under 20% in 50% of the areas and higher than 40% in 17% of the areas. There was significant difference for the variables melon type (P=0.01) and years of melon culture in the area (P=0.05). The t test showed the melon Piel de sapo was more susceptible than the yellow type and the disease incidence in areas with less than 10 years of melon cropping was higher than those with more than20 years. However, there were no significant differences (P=0.05) for disease incidence averages among areas planted with corn (18%) and corn plus other grasses (20%) between melon seasons. Using the incidence data from 18 areas as pilot-samples, the sample size for disease assessment was determined according to the mean variability coefficient. The Pierson test showed no significant correlations (P=0.05) between the levels of disease incidence and sample sizes. Based on the data obtained andconsidering 10% of acceptable error, it is recommended that in future surveys of melon bacterial blotch incidence in fields in Rio Grande do Norte, a sample composed by 12 subsamples comprising 100 m2/ha and 20 fruit evaluated per subsample must be analyzed.
Palavras-chave: Mancha-aquosa
Doença
Melão
Amostragem
Cucumis melo
Acidovorax avenae subsp. citrulli
Fitopatologia
Sampling
Melon
Área(s) do CNPq: FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal Rural de Pernambuco
Sigla da instituição: UFRPE
Departamento: Departamento de Agronomia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia
Citação: SILVA, Elias Inácio da. Levantamento da incidência da mancha-aquosa do melão nos municípios de Mossoró e Baraúna (Rio Grande do Norte, Brasil) e determinação do tamanho da amostra para quantificação da doença. 2002. 46 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/6558
Data de defesa: 30-Sep-2002
Appears in Collections:Mestrado em Fitopatologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Elias Inacio da Silva.pdfDocumento principal485,28 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.