???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/5849
Tipo do documento: Tese
Título: Caracterização da resposta inflamatória induzida por uma fração proteíca do látex de Cryptostegya grandiflora R.Br. em modelos experimentais in vivo
Título(s) alternativo(s): Characterization of the induced inflammatory response for a proteinic fraction of latex Cyptostegya grandiflora R. Br. in alive experimental models in vivo
Autor: ALBUQUERQUE, Tatiana Marques de 
Primeiro orientador: LEÃO, Ana Maria dos Anjos Carneiro
Primeiro membro da banca: ALENCAR, Nylane Maria Nunes de
Segundo membro da banca: CORREIA, Maria Tereza dos Santos
Terceiro membro da banca: SOUZA, Margareth Mayer de Castro
Quarto membro da banca: COELHO, Maria Cristina de Oliveira Cardoso
Resumo: A Cryptostegia grandiflora R.Br. é um membro da família Asclepiadaceae encontrada no Nordeste do Brasil. Apresenta amplo potencial de utilização, a exemplo de matéria-prima para a indústria e na Medicina popular por sua ação antibacteriana, estimulante e antiinflamatória. Este trabalho pode sugerir uma aplicabilidade biotecnológica para o látex de Cryptostegya grandiflora como substância na construção de medicamentos alternativos com propriedades antiinflamatórias e/ou pró-inflamatórias para várias condições fisiológicas e patológicas. O objetivo desta pesquisa foi estudar o mecanismo e possíveis mediadores químicos envolvidos na resposta inflamatória induzida pela fração LP do látex de Cryptostegia grandiflora. Os modelos experimentais realizados foram: peritonite, edema de pata, bolsa de ar subcutânea e modelo de feridas cutâneas. Foram utilizados camundongos Swiss (38,0 ± 3,0 g) ou Ratos Wistar (170,0 ± 33,0). Verificou-se que a fração LP do látex induziu migração de neutrófilos para a cavidade peritoneal de forma dose-e tempo-dependente no modelo de peritonite, edema de pata e bolsa de ar subcutânea em ratos. O aumento do número de macrófagos através do pré-tratamento dos animais com tioglicolato potencializou a migração de neutrófilos induzida pela fração LP do látex de C. grandiflora; a depleção de mastócitos através do tratamento com o composto 48/80 não interferiu na migração de neutrófilos induzida pela fração LP do látex. Sendo assim supõe-se o envolvimento de macrófagos e não de mastócitos na resposta inflamatória induzida pela fração LP. A atividade pró-inflamatória no modelo de peritonite foi inibida através do prétratamento dos animais com talidomida, dexametasona, indometacina e celecoxib. A fração LP do látex de Cryptostegia grandiflora aplicada por via endovenosa reduziu a migração de neutrófilos induzida por carragenina em ratos e aumentou a presença de sinais inflamatórios- edema, hiperemia, exsudação e crosta em feridas cutâneas de camundongos e não foi capaz de estimular o processo de reparação dessas lesões cutâneas.
Abstract: The Cryptostegya grandiflora R. Br. is a member of the family os Asclepiadaceae has found is Northest Brazil. Its presents the potential of multiporposes, as an example of material-raw to industry and in the pop medicine for its antibacterial potential, stimulant and anti-inflammatory. This paper may suggest an biotecnical applying to latex of C. grandiflora as a substance to manufactor alternative medicines with anti-inflammatory porposes and/or pro-inflammatory to several pathological and fisiological conditions. The objective of this work was to evaluated the mechanism and possible mediators envolvible to the induced inflammatory response by fraction LP the latex of C. grandiflora. The model used have been: peritonitis, paw edema, air pouch e model of cutaneous wounds. Its has been used Swiss mice (38,0 ± 3,0 g) or Wistar Rats (170,0 ± 33,0). Its has been checked that the fraction LP latex induced the migration of neutrophhils to peritoneal cavity so that dose and time dependent in the peritonitis model, paw edema and air pouch. The increasing number of macrophages through pre- treatement of the animals with thiglycolate potencialized the migration of neutrophils induced by fraction LP the latex of C. grandiflora; The depletion of mast cells through the treatment with substance 4880 did not interfere in the migration of neutrophils induced by fraction LP the latex. This way, if supposes the involvement of the macrophages and not mast cells in the induced inflame response by fraction LP the latex. The pro-inflammatory activity in the model of peritonitis has been inhibited through the pre-treatment of the animals with tthalidomide, dexamethasone, indomethacine and celecoxib. The fraction LP latex a applied by endovenous may reduced the migration of neutrophils by carrageenan in rats and increased the presence of inflammatory signals oedema, hyperemia, exudative characteristics and crust in cutaneous wounds of mice and was not capable to stimulate the process of repaiting of these cutaneous injuries.
Palavras-chave: Cryptostegya grandiflora
Inflamação
Látex
Inflammatory
Peritonitis
Peritonite
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal Rural de Pernambuco
Sigla da instituição: UFRPE
Departamento: Departamento de Medicina Veterinária
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência Veterinária
Citação: ALBUQUERQUE, Tatiana Marques de. Caracterização da resposta inflamatória induzida por uma fração proteíca do látex de Cryptostegya grandiflora R.Br. em modelos experimentais in vivo. 2008. 138 f. Tese ( Programa de Pós-Graduação em Ciência Veterinária) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/5849
Data de defesa: 4-Apr-2008
Appears in Collections:Doutorado em Ciência Veterinária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tatiana Marques de Albuquerque.pdfDocumento principal411,57 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.